Núcleo TRÍADE

 (English below)

TRÍADE (São Paulo/BR) desenvolve pesquisa em dança, performance e arte urbana. Já foi reconhecido por importantes prêmios e fomentos do país: Fomento à Dança para a Cidade de São Paulo (10a e 17a edições), Prêmio Funarte Klauss Vianna, ProAC de Pesquisa em Artes Cênica, ProAC de Formação e Difusão Cultural e edital de Ocupação da Caixa Cultural. Como grupo convidado, participou do Semanas de Dança do CCSP, da Bienal Sesc de Dança 2013, da 7a edição do projeto performáticos_inquietos_radicais (Sesc Belenzinho, SP)  do Circuito Cultural Paulista (SP/BR) e da 6a edição do evento “Modos de Existir” (Sesc Santo Amaro, SP). Integra o acervo virtual do Museu da Dança, na exposição “A Dança no espaço urbano” (2015).

TRIADE cria dispositivos coreográficos que transitam entre dança, performance, instalação e intervenção urbana e articulam a produção artística a um contexto espacial urbano específico. A pesquisa do grupo aborda as relações corpo-espaço – entendido como processo histórico e espaço social. Instiga-nos produzir dança pela borda, a zona de tensão liminar, a fronteira. Desenvolvemos estratégias coreográficas e jogos performáticos que abordam e discutem temas que nos parecem urgentes no/do espaço urbano. Criamos para os outros participarem, dançarem, performarem ….. É o olhar coreográfico que lê a cidade, a dança entre ricos e pobres, os desenhos inventados pelas forças em tensão no espaço urbano e que propõe e cria desenhos de forças – coreografias no espaço público.

São resultantes dessa pesquisa: TRIADE Tour São Bento (2011), TRÍADE Tour Ouvirundum (2013), TRÍADE Tour Santos (2013), TRÍADE Móbile (2013 ), a Série Cartocoreográfica (2014) e o projeto apartequetecabe ( desde 2015).

Além dos projetos mencionados anteriormente, em dois momentos realizamos pesquisas e publicações que emergem de uma compreensão liminar da dança e que partem de análise contextual e crítica institucional. Em 2008, realizamos o projeto “Bichos-da Seda deslocados? “, cujo intuito era investigar o cenário contemporâneo da dança paulista e a realidade do artista da dança em São Paulo, partindo da hipótese que o contexto de produção em que a dança se insere implica na forma artística.

Em 2015, em parceria com o Coletivo Cartográfico, realizamos o projeto “Liminaridade | 5 movimentos”, que culminou na publicação Liminaridade. O projeto teve o intuito de oxigenar, aprofundar e radicalizar as práticas fronteiriças dos núcleos em 5 movimentos de pesquisa, cujos focos foram:  1. publicação, acervo e registro; 2. cidade, deriva e cartografia; 3. des_fronteiras entre as artes; 4. arte-ativismo; 5. corpo como construção performativa.

___________

TRÍADE(São Paulo/BR) develops research in dance, performance and urban art. The group has received important national awards and incentives: Fomento à Dança para a cidade de São Paulo (10th and 17th editions), Funarte Klauss Vianna Award, ProAC de Pesquisa em Artes Cênicas, ProAC de Formação e Difusão Cultural, and Edital de Ocupação Caixa Cultural. As a guest group, TRÍADE participated in CCSP’s Semanas de Dança, Bienal SESC de Dança 2013 and 2017, the 7th edition of the performáticos_inquietos_radicais project (SESC Belenzinho, SP) Circuito Paulista Cultural (SP/BR) and the 6th edition of the Modos de Existir event (SESC Santo Amaro, SP). It integrates the virtual collection of Museu da Dança, in the exhibition “A Dança no espaço urbano” (2015).

TRIADE creates choreographic schemes that transit through dance, performance, installation and urban intervention, and connect the artistic production to a specific urban spatial context. The group’s research addresses body-space relationships – understood as historical process and social space. We are instigated to produce dance across the margins, the liminal tension zone, the border. We develop choreographic strategies and performative games that address and discuss topics that we see as urgent in connection to the urban space. We create the conditions for others to participate, dance, perform… It is a choreographic look that reads the city, the dance between rich and poor, the designs created by the stressed forces in the urban space, and that proposes and creates strength patterns – choreographies in public space.

The following projects are results of this research: TRIADE Tour São Bento (2011), TRÍADE Tour Ouvirundum (2013), TRÍADE Tour Santos (2013),  TRÍADE Móbile (2013), Série Cartocoreográfica (2014)  and Project [APARTEQUETECABE/YOURSHARE], that comprises the COREOGRAPHIC GAMES (2017) and “TRABALHO, um DIPTICO” (Labor, a diptych) (2017).

In addition to the above-mentioned projects, we have twice conducted research and developed publications arising from a liminal understanding of dance, based on contextual analysis and institutional critic. In 2008, we developed the project Bichos da Seda Deslocados?, with the purpose of investigating the contemporary dance scenario and the reality of dance artists in São Paulo, based on the assumption that the production context into which dance is inserted influences the art form.

In 2015, in partnership with the group Coletivo Cartográfico, we worked on the project Liminaridade | 5 movimentos, which culminated in the publication Liminaridade. The project aimed to oxygenate, deepen and radicalize the groups’ border practices in 5 research movements, whose focus were: 1. publication, archive and record; 2. city, drift and cartography; 3. de_bordering between the arts; 4. art-activism; 5. body as performative construction.

 

Anúncios